Crianças desacompanhadas

Nosso serviço garante que as crianças que viajam sem os pais ou responsáveis cheguem com segurança ao seu destino. Nosso compromisso é o de cuidar das crianças ao longo de todo o trajeto, incluindo escalas, imigração e segurança, e entregá-los para a pessoa responsável no destino. Com o serviço Acompanhamento de Viagem, você pode saber, em tempo real, exatamente em que etapa do percurso a criança está, pelo celular ou pelo computador.

 

Para quem o serviço de menor desacompanhado está disponível?

  • Crianças entre 5 e 12 anos anos incompletos (obrigatório).
  • Adolescentes entre 12 e 18 anos incompletos (opcional).
 

Condições

  • Não está disponível para crianças que precisam de atestado médico para viajar
  • As crianças devem ser capazes de se alimentar e de responder às necessidades básicas de higiene, bem como se movimentar sozinhas em caso de evacuação e responder às instruções de segurança do voo
  • As crianças não podem viajar com animais domésticos na cabine ou no compartimento de carga do avião
  • Está disponível apenas em itinerários operados pela LATAM sem voos compartilhados com outras companhias aéreas
  • Nas conexões, não pode haver troca de aeroporto
  • Quando houver conexão, o próximo voo precisa ocorrer em até 4 horas após o desembarque 
  • O serviço não está disponível no caso de reservas de trechos feitos separadamente
  • Você poderá solicitar a devolução do serviço somente antes da partida do voo
  • No avião, a criança desacompanhada será acomodada na parte de trás do avião, de forma que a tripulação tenha mais visibilidade e controle. Elas serão as primeiras a embarcar e as últimas a deixar o avião.
 

Você precisa desse serviço?

Você deve solicitar o serviço até 48 horas antes do voo na Central de Vendas, Fidelidade e Serviços. É importante que a passagem seja comprada apenas depois da confirmação do serviço.

O pai ou responsável pela criança ou adolescente deve preencher o formulário Menor Desacompanhado em 3 vias e dirigir-se ao balcão LATAM no aeroporto.

Veja algumas dicas para garantir uma viagem mais tranquila para a criança que voa desacompanhada.

 

Quanto custa o serviço?

  • Rotas dentro do Brasil: R$ 129
  • Rotas dentro do Chile e Peru: US$ 50 (R$ 158*)
  • Rotas dentro do Argentina e Equador: US$ 30 (R$ 94*)
  • Rotas dentro da Colômbia: COP 90.000 (R$ 99*) (pesos colombianos)
  • Na América do Sul e nas rotas entre Madri - Frankfurt, Santiago do Chile - Ilha de Páscoa, Punta Cana - Miami e Auckland - Sydney: US$ 100 (R$ 316*)
  • Entre a América do Sul e a América do Norte, Europa, Caribe, África do Sul e Oceania (incluindo a rota Santiago - Papeete): US$ 150 (R$ 474)

Esses valores podem estar sujeitos aos impostos aplicáveis no país de origem.

*Os valores em reais (R$) expressos acima são apenas uma referência, que toma como base o câmbio de 15 de março de 2017, no valor de R$ 3,16. O valor será cobrado de acordo com a cotação do dólar do dia do uso. Se você precisa de mais informações, entre em contato com nossa Central de Vendas, Fidelidade e Serviços.

 

Documentos necessários

Viagens nacionais (dentro do Brasil) 

Adolescentes com idade a partir de 12 anos não precisam apresentar a autorização de viagem, sendo necessário apenas o documento de identificação com foto.

Crianças de 05 até 11 anos, viajando para fora do Estado onde reside, desacompanhadas dos seus pais ou responsáveis, precisam apresentar no momento do embarque o documento de identificação com foto e uma autorização judicial. Este procedimento segue o artigo 83 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Crianças brasileiras de 05 até 11 anos residentes no exterior, viajando desacompanhadas dos seus pais ou responsáveis, precisam apresentar no momento do embarque o documento de identificação com foto e uma autorização consular. 

 

  • Judicial: emitida por juízes e pode estar no formato de ofício, carteirinha, formulário ou outros. Se o documento não estiver com validade definida, poderá ser usado por 24 meses a partir da data de emissão.

  • Consular: emitida nas embaixadas e consulados brasileiros no exterior, utilizada por famílias residentes fora do Brasil. Se o documento não estiver com validade definida pelo embaixador/cônsul, poderá ser usado por 24 meses a partir da data de emissão.
 
Viagens internacionais


Crianças e adolescentes brasileiros de 05 até 17 anos, residentes no Brasil ou no exterior, viajando desacompanhadas dos seus pais ou responsáveis, precisam apresentar no momento do embarque o passaporte e uma autorização de viagem que pode ser: autorização expressa dos pais com firma reconhecida em cartório ou judicial ou consular. Caso o país de destino exija, será necessário também apresentar o visto válido. Este procedimento segue a resolução nº 131, de 26 de maio de 2001, que foi emitida pelo Conselho Nacional da Justiça (“CNJ”). 

 

  • Cartório: documento com firma reconhecida em cartório. É necessário providenciar duas vias, pois uma fica com o agente de fiscalização da Polícia Federal e a outra com a criança. Se o documento não estiver com validade definida, poderá ser usado por 24 meses a partir da data de emissão.
  • Judicial: emitida por juízes e pode estar no formato de ofício, carteirinha, formulário ou outros. Se o documento não estiver com validade definida, poderá ser usado por 24 meses a partir da data de emissão.

  • Consular: emitida nas embaixadas e consulados brasileiros no exterior, utilizada por famílias residentes fora do Brasil. Se o documento não estiver com validade definida pelo embaixador/cônsul, poderá ser usado por 24 meses a partir da data de emissão.

Mesmo que a criança ou adolescente esteja acompanhada de uma pessoa sem parentesco, maior ou menor de idade emancipada, é obrigatória a apresentação da autorização dos pais ou responsáveis, feita em cartório, judicial ou nos consulados e embaixadas.

Encontre mais informações sobre como viajar com crianças e adolescentes acompanhados dos pais ou desacompanhados, na cartilha Viagem de criança e adolescente ao exterior, fornecida pelo Concelho Nacional de Justiça.