Restrição de transporte de animais de estimação

Entre 15 de dezembro e 15 de março de cada ano, fica restrito o transporte de animais de estimação no compartimento de cargas em todas as rotas para Nova York.

 

Viajando com seu animal de estimação

Você pode levar seu animalzinho na cabine ou no compartimento de carga do avião, de acordo com a disponibilidade de transporte. Nós sabemos que seu cachorro ou gato é um importante integrante da família. Por isso, nos preocupamos para que sua viagem seja tão confortável e segura quanto a sua.

Antes de começar a aventura com seu animal de estimação, saiba quais são as condições para ele poder viajar:


Animais permitidos

  • Você pode viajar com cachorros ou gatos. A única exceção é nos voos para as Ilhas Galápagos, onde o acesso de animais é proibido por questões ambientais.
  • Seu animal de estimação deve ter mais de 8 semanas de idade. Se você viaja para os Estados Unidos, ele precisa ter mais de 4 meses.
  • Outros animais podem ser transportados pela LATAM Cargo.


Documentos solicitados

  • Será preciso apresentar um atestado de um médico veterinário emitido até 10 dias antes do voo, informando que o estado de saúde o torna apto para a viagem.
    Além disso, se for um passageiro com destino à Ilha de Páscoa, será necessário que um escritório da Vigilância Agropecuária certifique o bom estado de saúde de sua mascote.  Como proprietário, você pode fazer isso em qualquer escritório da Vigilância Agropecuária próxima de seu domicílio. Esta é uma exceção dentro do Chile.
  • Em cada país ou cidade de destino ou de conexão do seu voo, as autoridades sanitárias poderão pedir documentos específicos, como vacinas em dia e atestado sanitário. Verifique as informações no iatatravelcenter.com (em inglês) ou procure o Consulado do país que você vai visitar.


No dia da viagem

  • Seu animal de estimação não pode viajar sedado.
  • Ele precisará permanecer na caixa de transporte durante todo o voo.


É importante também saber que:

  • Crianças menores de 12 anos que viajam desacompanhadas e passageiros que levam POC (dispositivos respiratórios para insuficiência crônica de natureza respiratória ou cardíaca) não podem transportar animais domésticos na cabine.
  • Nas viagens compartilhadas com outras companhias aéreas, prevalece a regra mais restritiva. Não se esqueça de verificar as condições e restrições em todas as companhias com quem você vai voar.


Como solicitar o serviço?

Lembre-se de solicitar o serviço através de nosso Contact Center. No momento da reserva, antes de efetuar a compra do bilhete e pelo menos 48 horas antes da partida do voo, pois está sujeito a disponibilidade de espaço no avião. Para voos LATAM Airlines Brasil, a solicitação não pode ser realizada com mais de 4 meses antes do voo.

Ao ligar, pediremos que você informe a idade, peso, tamanho e raça de seu animal de estimação.

Cachorros e gatos de pequeno porte na cabine

Se você quer levar seu animal com você na cabine, poderá fazer isso em voos realizados em aviões Airbus 319, 320, 321, 330 e Boeing 777. Você pode levar um cachorro ou um gato em cada voo.


Características da caixa de transporte

Para garantir a segurança e o conforto de seu animal de estimação, ele deverá viajar dentro de uma caixa de transporte rígida ou flexível com ventilação adequada, base impermeável e fechadura. Seu bichinho deve poder caber com conforto na caixa e mover-se sem problemas lá dentro.

As dimensões máximas da caixa são:

latam

O peso máximo total, incluindo o peso do animal e o da caixa de transporte, não pode ultrapassar 7 kg.


Valor do serviço

  • Voos dentro do Brasil: R$ 200
  • Voos dentro da Colômbia: US$ 20
  • Voos dentro do Equador ou do Peru (para passagens emitidas a partir de 5 de maio de 2016): US$ 45
  • Voos dentro do Chile, Argentina e entre Asunción e Ciudad del Este: US$ 75
  • Voos na América do Sul: US$ 200
  • Outros voos internacionais: US$ 250

Além desses valores, em alguns países há cobrança de imposto sobre a venda.

Se o seu voo inclui uma parada que permite a saída do aeroporto, deverá pagar o serviço de cada trajeto de voo até o final da sua viagem.

O transporte de animais domésticos em cabine é um serviço adicional ao transporte de passageiros. Dessa forma, alterações ou devoluções de passagens são sujeitas às condições da tarifa que você comprou.


Animais de assistência

Os cãos-guia e os cachorros de assistência emocional podem viajar na cabine do avião sem qualquer custo, mas é preciso apresentar documentação médica para certificar seu uso. Verifique as informações em Assistência Especial ou fale com a nosso Contact Center.

 

Cachorros e gatos grandes

O transporte de cachorros e gatos de grande porte deve ser feito exclusivamente junto à bagagem, onde seu animal de estimação estará seguro.


Características da caixa de transporte

  • Dimensões: A distância entre a cabeça de sua mascote e o teto da caixa de transporte deve ser de no mínimo 5 cm (estando em pé), de modo que a largura da caixa de transporte seja o dobro da largura do animal e seu comprimento permita que sua mascote permaneça deitada sem tocar as paredes. As medidas máximas permitidas de seu recipiente são de 115 cm lineares e não deverá superar os 300 cm lineares (largura + altura + comprimento).
  • Peso: O peso máximo permitido é 45 kg - peso do recipiente incluído. Se você viaja de/para a Argentina, Europa ou Oceania, o peso é 32 kg. Você pode transportar até 2 cães adultos de tamanho similar, de 14 kg cada um, em um mesmo recipiente; se excederem este peso, devem ser transportados separadamente. Para o transporte de filhotes, você pode levar até 3 cães de uma mesma raça, com até 6 meses de idade, em um mesmo recipiente, desde que não exceda os 14 quilos cada cão.
  • Material: Rígido, à prova de infiltrações e com piso absorvente.
  • Porta: Deve ser metálica, com malha que impeça o acesso da pata ou do focinho do animal, por segurança. Além disso, precisa ter trava e fácil abertura pelo lado de fora, com ao menos dois pontos de travamento (para voos a partir de 1º de fevereiro de 2017, esta condição será obrigatória).
  • Ventilação: A gaiola deve ter um dos extremos aberto, orifícios nas outras três paredes e barras espaçadoras, para evitar que o resto da bagagem interfira com a circulação de ar do animal.

 

  • Recomenda-se que o recipiente conte com um bebedouro com água para a mascote, sem que se produza risco de vazamento.

Valor do serviço

O custo indicado a seguir é por origem-destino com check-in realizado e seu valor depende do peso do animal, mais a caixa de transporte.

Voos regionais: entre países da América do Sul; entre América do Sul e Caribe (Havana, Punta Cana e Aruba); inclui rotas Auckland - Sidney, Punta Cana - Miami e Madri - Frankfurt.
Voos internacionais: entre América do Sul e Europa - Estados Unidos - Oceania - México (Cancún e Cidade do México); inclui rotas Lima - Orlando e Guayaquil - Miami.

Cuidados especiais

Raças que exigem cuidados especiais

Sabemos a importância que o cuidado de seu animal de estimação tem para você. Por segurança dos gatos e cachorros, algumas raças não podem ser transportadas. Se seu bichinho é de uma das raças a seguir, ele só poderá viajar com você na cabine, desde que atenda as regras para transporte desse tipo.

Dentro do Brasil, como caso excepcional, essas raças podem ser transportadas pela LATAM Cargo.

Raças de cachorros restritas

  • Akita, Dogue de Bordéus

  • Pit Bull terrier

  • Affenpinscher

  • Staffordshire Bull terrier

  • Pit Bull terrier americano

  • Amstaff

  • King Charles Spaniel

  • Dogue canário

  • Boston terrier

  • Fila brasileiro

  • Pug (todas as raças)

  • Boxer (todas as raças)

  • Griffon Bruxellois

  • Rottweiler

  • Bulmastife

  • Spaniel japonês

 

 

  • Shar-pei
  • Bull terrier

  • Pastor-da- anatólia

  • Shih-tzu

  • Buldogue (todas as raças)

  • Lhasa apso

  • Spaniel tibetano

  • Chow-chow

  • Mastim (todas as raças)

  • Cane corso

  • Pequinês

  • Dogo argentino

  • Pit bull

  • Tosa

Raças de gatos restritas

  • Sagrado da Birmânia

  • Himalaio

  • Persa

  • Exotic shorthair