LATAM Fidelidade

Para acumular pontos voando conosco ou com nossas companhias parceiras, o cliente titular deve estar cadastrado no Programa, e é necessário a apresentação do seu Cartão LATAM Fidelidade nas reservas ou durante o check-in. Os voos realizados antes da data de inscrição no Programa Fidelidade não são válidos para o acúmulo de pontos.

Fazer compras ou pagar faturas do seu Cartão de Crédito TAM Itaucard também somam pontos ao seu Cartão LATAM Fidelidade.

Sua pontuação pode ser usada para resgatar passagens aéreas nacionais ou internacionais, fazer upgrade de cabine.

1. Como emitir passagens usando a pontuação.

Para adquirir passagens usando os pontos do Programa LATAM Fidelidade você precisa apenas do seu número LATAM Fidelidade ou CPF e da senha de acesso. Caso você não se recorde do seu número LATAM Fidelidade ou senha, você pode resgata-los aqui. Para resgatar passagens para terceiros, basta acrescentar o código de autorização, que será enviado pelo canal mais conveniente para você: SMS, ligação, ou pelo aplicativo Multiplus no seu smartphone. O código de autorização é necessário para que possamos garantir a segurança dos dados da sua conta e dos seus pontos.

As passagens em voos LATAM não estão sujeitas à restrição de assentos. Basta que haja lugares no voo desejado. Em voos de nossas companhias parceiras, há lugares reservados para o Programa LATAM Fidelidade. Isto é, se esses lugares acabarem no voo desejado, será necessário escolher outro.

Em todos os nossos voos (nacionais, internacionais ou em voos de companhias parceiras), você pode emitir passagens usando sua pontuação tanto para ida ou volta como para ida e volta. Fique atento às taxas aeroportuárias de embarque e às demais taxas oficiais, assim como impostos de autoridades nacionais e internacionais. São todos de sua responsabilidade.

Observações:
*Cobramos uma taxa para emitir passagens com pontos do Programa TAM Fidelidade em viagens nacionais (US$ 20,00) e internacionais (US$ 35,00 ou US$ 50,00), quando a solicitação se realizar em nossas lojas ou em nossa Central de Vendas e Relacionamentos. Emissões de passagens feitas pelo nosso site não tem taxa.
**Os bilhetes LATAM com resgate de pontos do Programa LATAM Fidelidade envolvendo companhias aéreas parceiras só poderão ser emitidos pela Central de Vendas.

Para emissões em bases internacionais

Para os sócios que foram informados por nossa central de reservas, ao realizar a emissão de seu bilhete prêmio via formulários, deverão preenchê-los e enviá-los por e-mail ao endereço que figura no mesmo, anexando a cópia de seu documento de identidade.

O seguinte Formulário de Autorização deve ser preenchido corretamente informando os dados do titular do cartão Fidelidade, o código localizador da reserva para emissão do bilhete prêmio. Este formulário deve ser assinado pelo titular do cartão fidelidade e enviado ao endereço do e-mail que aparece no mesmo. Baixar, se precisar, o formulário.

2. Reservas usando a pontuação.

Você pode consultar os voos e emitir passagens para destinos nacionais e internacionais com até 365 dias de antecedência à data do voo. Para isso você conta com três perfis fixos de resgate com uma pontuação e variação de disponibilidade que podem variar de acordo com a quantidade de assentos disponíveis, período, data e horário do voo, antecedência de resgate, entre outras variáveis.

3. Restrições de datas para usar a pontuação.

No momento, não há restrições.

4. Validade da passagem emitida com pontos.

Suas passagens em voos LATAM (nacionais ou internacionais) são válidas por 365 dias a partir da data de emissão. Atenção: tanto a ida quanto à volta devem respeitar os prazos citados. Observação: os pontos do Programa LATAM Fidelidade não podem ser vendidos nem herdados.

5. Passagens emitidas com pontos em baixa estação.

Desde 1° de junho de 2013 o LATAM Fidelidade não utiliza pontuações diferentes para Alta e Baixa Temporadas. As passagens são disponibilizadas em três perfis fixos de resgate com uma pontuação e variação de disponibilidade que podem variar de acordo com a quantidade de assentos disponíveis, período, data e horário do voo, antecedência de resgate, entre outras variáveis.

6. Usando pontos em classes diferentes.

A viagem com passagens-prêmio deve ser feita preferencialmente na mesma classe na ida e na volta. Para embarcar em classes diferentes, a cobrança será proporcional.

7. Usando pontos para conexões em trechos domésticos.

Se você for fazer uma conexão de dois trechos, um internacional e outro doméstico, será contada a pontuação da maior classe, se cada um for em classe diferente.

Pontos em conexões internacionais com classes diferentes.

No caso de nossa companhia parceira não oferecer a mesma classe em conexões internacionais, vale o trecho mais longo. Exemplo: São Paulo/Paris/Porto. Classe Executiva no trecho de São Paulo para Paris, com conexão em Paris. De Paris para Porto, Primeira Classe.

Observação: se um dos trechos na conexão internacional for de Classe Econômica e o seguinte de classe superior, será considerado cada um dos trechos.

9. Programas de fidelidade de companhias parceiras.

Se você participa de programas de fidelidade das companhias aéreas que fazem parte da oneworld ou demais companhias parceiras, não haverá transferência de pontuações entre o Programa LATAM Fidelidade e os outros e vice-versa. Também não será possível pontuar em mais de um programa com a mesma viagem. Cada programa funciona de forma independente.

10. Beneficiário menor de idade.

No caso de o beneficiário ser menor de idade (de 2 a 12 anos), o número de pontos necessário para bilhetes prêmio será o mesmo que para os adultos, exceto para as crianças de menos de 2 anos (até 1 ano e 11 meses), que estão isentas. Essa regra não se aplica à América do Norte e Europa.

11. Reembolso.

A solicitação de reembolso deve ser feita em nossas lojas e Call center. Para que os pontos sejam devolvidos, é preciso digitar a senha de resgate do cartão e a passagem deve estar na validade. A pontuação devolvida terá a mesma validade da original, já que não foi usada ao ser reembolsada. Desde 13/05/2010, a passagem emitida em voos de nossas companhias aéreas parceiras pode ser reembolsada em apenas um trecho, contanto que esteja dentro de sua validade. Nosso prazo de reembolso para passagens resgatadas com sua pontuação é de até 30 dias.

Reembolso

12. Substituição.

A solicitação de substituição deve ser realizada em nossas lojas. As taxas para realizar essa transação devem ser consultadas no item 13. Remarcação. Para tanto é necessário inserir a senha do cartão. Desde 13/5/2010, a passagem emitida em voos de nossas companhias aéreas aliadas pode ser reembolsada em apenas um trecho, sempre e quando estiver dentro do período de validade.

13. Remarcação.

A remarcação de data, horário de voo e/ou itinerário deve ser feita através de nossas lojas e call center. Cobramos uma taxa referente ao perfil da tarifa do bilhete original mais a diferença, se for necessário. Inserir tabela de remarcação a seguir:

Remarcação

14. Regulamento completo.

Trecho nacional é aquele com saída e chegada no mesmo país, com check-in único independente do número de conexões e escalas no trajeto. Caso haja mais de um check-in, então será considerado outro trecho, e serão necessários mais pontos para a emissão da passagem.

15. Validade dos Pontos.

O Regulamento Oficial do Programa TAM Fidelidade está registrado no 1o. Cartório de Registros de Títulos e Documentos da cidade de São Paulo. Baixe-o. E leia o término da prorrogação.

16. Pontuação não válida.

No Programa LATAM Fidelidade, cada pontuação tem validade de dois (2) anos. Se a primeira pontuação acumulado superar esse período, a segunda pontuação passará a ser considerada como a primeira, até que também tenha expirado sua validade, e assim sucessivamente. Exemplo: se sua primeira pontuação foi feita em 20/01/2006, será válida até 20/01/2008. Se até essa data não conseguiu completar a quantidade de pontos suficientes para ganhar uma viagem, essa pontuação perderá sua validade, e a pontuação seguinte, por exemplo, 25/02/2006, passará a ser a primeira válida para o acúmulo de pontos.

17. Definição de trecho.

Nos voos da TAM (JJ, PZ), determinadas tarifas promocionais, tarifas específicas e pacotes turísticos, convênios especiais, e viagens realizadas mediante o uso dos pontos fidelidade, não serão válidos para acumular pontos (tarifas "T", "R", “U”, “E” e “I”, “P” e “G” quando usadas para reservas de grupos). Nas companhias aéreas associadas ao Fidelidade, o acúmulo de pontos não será válido para tarifas não publicadas, para algumas tarifas promocionais, para tarifas de pacotes turísticos, bem como para viagens realizadas mediante o uso de milhas de seus programas de fidelização¹. Além disso, não valem os voos vedidos pelas companhias aéreas associadas que sejam operados por outras empresas que não tenham convênio de fidelização com a LATAM (acordos de codeshare). Os voos realizados antes da data da inscrição no Programa Fidelidade não são válidos para acumular pontos. Vale salientar que a classe que deve ser considerada para efeitos de acúmulo de pontos no caso de codeshare não é a classe que foi vendida no voo da empresa que emitiu o bilhete, e sim, a classe equivalente na empresa operadora do voo.

 

1: Não são válidos para pontuação no Fidelidade as passagens emitidas nas seguintes classes de reserva nos voos das Alianças:

  • Shenzhen: O, I, X, R, N, T e E
  • Adria Airlines - JP: A, O, U, X, I, R, N
  • Aegean Airlines - A3: I, X, R e N
  • Air Canada - AC: I, X, O*, F* (considerando que a tarifa I também pode ser usada para upgrade, com valor 100%)

*As clases O e F são inválidas a partir de 22/12/2012

  • Air China - CA: O, I, X, R, T, E, N
  • Air New Zealand - NZ: G, I, K, F, L, N, P, R, S, X, T e W
  • Asiana Airlines - OZ: R, N, L, O, I e X

*A classe U passa a obter 100% a partir de 15/07/2012.

  • Austrian Airlines – OS: O, I, R, X, N, T, E, P, K, L, A, F e S
  • Blue 1- KF: I, X, R, N e P
  • BMI – BD*: A, F, N, E, R, X e I

*Acúmulo de pontos válido até 31/05/2012.

**As classes Z e I são utilizadas pela BMI tanto para as reservas-prêmio quanto para as passagens pagas. No caso de serem utilizadas em bilhetes pagos, terão pontuação. As classes T e G passam a valer a partir de 01/04/2011, 50% e 100%, respectivamente. E a classe A passa a ser inválida a partir de 01/04/2011.

  • Brussels Airlines - SN: O, I, X, P, N, R, T, E, L, K, F e A
  • Continental Airlines - CO*: N, I, O, X, FE, ZE, YN, KN e XN

*Com a fusão das empresas United (UA) e Continental (CO), essas regras são válidas somente para os voos realizados até 02/03/2012. Os voos realizados a partir de 03/03/2012 obedecem às regras descritas no item United Airlines (UA CO).

  • Croatia Airlines - OU: I, R, X, N, T, E, L, G, U
  • Ethiopian - ET: A, F, I, N, P, R, X e Z
  • LOT Polish Airlines - LO: X, I, O, N, U, R, P
  • Lufthansa - LH: O, I, X, R, N, L, T, E, K e P
  • MS Egyptair: O, I, X, R, N, V, L, G, S, W, T e U
  • NH All Nippon Airlines (ANA): X, I, O, N, G e R
  • Singapore Airlines - SQ: X, I, O, G, Q, V, N, T
  • Skandinavian Airlines - SK: I, X, R, N e P

* Os voos SK dentro da Noruega não são válidos para acumular pontos

  • South African Airways - SA: X, I, R, N e O
  • Spanair** - JK: X, I, R, N*, O*, P, A, F, G*

*As classes N e O são inválidas até 31/08/2011 e passam a ser válidas a 100% a partir de 01/09/2011. A classe G deixa de ser válida a partir de 01/09/2011.

**Acúmulo de pontos válido até 1°/02/2012

  • Swiss International Air Lines - LX: X, I, O, R, N, P, T, E, K, L e W
  • Tap Portugal - TP: I, R, E, T, N, A, X, O, F
  • Até 31/03/2012 são inválidas as classes: M, H, Q, V, W, S, L, K, U, G, I, R, E, T, N, P, y A.
  • Thai Airways International - TG: X, I, O, L, N, R, G, V, W
  • Turkish Airlines - TK: F, P, W, I, X, R, N, G, Z.

* A tarifa F foi válida (150%) até 31/08/2011, a tarifa P foi válida (50%) até 31/12/11, a tarifa O passa a ser válida (110%) a partir de 01/09/2011, exceto para os voos nacionais, a tarifa U é inválida para voos nacionais.

  • United Airlines (UA / CO): A partir de 03/03/2012* não pontuam as tarifas I, X, O, R.

*Para voos anteriores a essa data, serão aplicadas as regras previstas para as empresas United (UA) ou Continental (CO) descritas nesse item, em conformidade com a empresa que emitiu a passagem.

  • United - UA*: X, I, O, N, G**

*Com a fusão das empresas United (UA) e Continental (CO), essas regras são válidas somente para os voos realizados até 02/03/2012. Os voos realizados a partir de 03/03/2012 obedecem às regras descritas no item United Airlines (UA CO).

**A classe G para a United (UA) era inválida até 31 de janeiro de 2011, e passou a ser válida em 100% a partir de 1o. de fevereiro de 2011.

  • US Airways - US: X, I e O*

*A classe O é utilizada pela US tanto para as reservas-prêmio quanto para as passagens pagas. No caso de serem utilizadas em bilhetes pagos, somarão pontos.

Sujeito a modificações.

18. Pontuação em caso de conexões.

a) Entende-se por trecho internacional (ida OU volta), uma origem/destino feita em um mesmo dia do calendário ou que chegue no próximo dia por circunstância do tempo de vôo e independentemente do número de bilhetes emitidos ou do número de companhias aéreas envolvidas.

b) Pontuação para conexões internacionais com trechos domésticos: Em caso de conexão de dois trechos, sendo um internacional e outro doméstico e sendo cada um deles em uma classe de serviço, ou seja, em uma cabine diferente, deve ser considerada a classe do trecho internacional, independente da distância de cada segmento.

c) Conexões internacionais com classes diferentes: Em caso de conexão internacional com classes diferentes de serviços, valerá o segmento mais longo. Esta situação ocorrerá quando a empresa aérea parceira não oferecer a mesma classe de serviço em todos os trechos. Exemplo: São Paulo/Paris/Porto (com conexão em Paris), sendo São Paulo/Paris na Classe Executiva e Paris/Porto na Primeira Classe, valerá o segmento mais longo. Supondo que a empresa parceira que estiver operando o trecho da conexão até o destino final não ofereça a classe executiva. Exemplo 2: São Paulo/Paris/Pequim (com conexão em Paris), sendo São Paulo/Paris na Classe Econômica e Paris/Pequim na Classe Executiva. Será considerado trecho a trecho tanto para acúmulo quanto para utilização de pontos de acordo com as classes de serviço.

19. Companhias aéreas parceiras.

Além das companhias aéreas do oneworld, é possível continuar acumulando pontos e trocando seus pontos com os seguintes sócios:

Partner Companies

A pontuação nas empresas não membros da oneworld não é válida para a troca de categoria.

 

A seguir, as pontuações válidas para cada classe de tarifas:

Air Canada (AC)

A partir de 22/12/2012, somente têm pontuação as tarifas: J, C, D, Z (150%); Y, B, M, U, H, Q, V, W, S (100%); T, L, K, N*, G*, P*, E*, A* (50%). Até 01/01/2012, somente têm pontuação as tarifas: J, C, Z e D (150%); W* e R* (100%); A*, E*, G*, N* e P* (50%). Até 31/12/2011 têm pontuação as tarifas: D (125%); e W (100%).

* Somente para rotas entre o Canadá e outros países.

Air China (CA)

A partir de 01/01/2012 somente têm pontuação as tarifas F, A e P (200%); C, D, J e Z (150%); W (100%); e L, Q, G, S, V e U (50%). Até 31/12/2011 têm pontuação as tarifas: L, Q, G, S, V, U e W (50%).

ANA (NH)

A partir de 01/04/2011, somente têm pontuação as tarifas: T, K e L (50%). Até 31/03/2011 tinha pontuação a tarifa T (50%).

Austrian Airlines (OS)

A partir de 01/01/2012, somente têm pontuação as tarifas: C, D, J e Z (150%); W e V (50%). Até 31/12/2011 somente tinha pontuação a tarifa V (50%).

Brussels Airlines (SN)

A partir de 01/01/2012, somente têm pontuação as tarifas: W, S e G (50%), C, D, J e Z (150%). Até 31/12/2011 possuíam pontuação as tarifas: W, U, S, L e E (50%).

South African (SA)

Somente têm pontuação as tarifas: E (100%); e L, G, V, W, T (50%).

Swiss International Air Lines (LX)

A partir de 01/02/2012, somente têm pontuação as tarifas: F e A (200%); e C, D, J, Z e P (150%).

Turkish Airlines (TK)

A partir de 01/01/2012, serão outorgados pontos somente às tarifas: C, D e J (150%); A*, O* e U* (110%); L e T (50%); e V (25%). Até 31/12/2011, somava pontuação a tarifa P* (50%) e V (50%).

* Somente em trechos internacionais.

Datas a partir das quais cada voo da aliança é válido.

20. Período de resgate de passagem-prêmio.

 

O resgate de passagens com pontos seguirá a regra de validade do bilhete-prêmio (conforme item 4 acima).