Dicas de um tripulante para viajar com pouca bagagem

images

A profissão me ensinou a viajar com pouca bagagem. Mesmo quando pego o avião para passear, coloco em prática o que aprendi. Divido minha mala em quatro partes imaginárias. Em uma delas, coloco os calçados. Levo no máximo dois: um confortável para caminhar de dia e um para sair à noite, além de chinelos. Em outra parte coloco uma jaqueta. Checo a previsão do tempo e para saber qual casaco levar. Pode ser de frio, chuva ou meia estação.

 

images

No terceiro compartimento levo roupas íntimas e três blusas. No quarto, uma calça, uma bermuda e um pijama. Isso é para passar duas noites fora de casa. Quando viajo a passeio, levo na bagagem de mão o nécessaire, um suéter leve para conexões, documentos, uma caneta para preencher a ficha de imigração, o celular e o carregador. Acomodo os objetos com facilidade, desembarco rapidamente e não corro o risco de esquecer bolsas e sacolas no avião.

 

images

No nécessaire ponho embalagens em miniatura. Sempre tem repelente, protetor solar, paracetamol e band aid. Xampu, condicionador e sabonete uso do hotel. Outra dica importante é dobrar roupas corretamente. Abro a jaqueta, dobro as mangas para dentro, fecho na metade e na metade de novo. Minha bagagem nunca passa de 8 quilos. Lembre-se de deixar espaço na mala para as roupas que você vai comprar na viagem!