grandes (ou big five): conheça os animais-símbolo do safári africano

images

Leão africano

Sua majestade, o rei

Imperador do reino animal, o leão africano é encontrado em todo o continente, do sul do Saara à África do Sul. Toda essa nobreza, no entanto, não impediu a redução dramática de suas populações: de 200 mil exemplares no início do século 20, estima-se que restem apenas 30 mil leões, resultado da perda do habitat e da caça.

images

Elefante-africano

Peso pesado

Com altura média de 3,3 metros e peso de 5,5 toneladas, o elefante-africano é o maior animal terrestre. Suas orelhas enormes e presas de até 70 quilos ajudam os gigantes a abrir caminhos pela selva, dispersando espécies de plantas e animais por até 30 mil quilômetros quadrados. Restam apenas duas espécies, divididas em 600 mil exemplares.

images

Búfalo

Duro na queda

Apesar de herbívoro, o temperamento do búfalo é agressivo, tornando-o um dos animais mais difíceis de serem caçados na África. Predadores como leões e leopardos aguardam filhotes desprotegidos ou idosos doentes, para então atacar (sempre em grupo). Alvo de proteção ambiental, o animal segue pouco ameaçado: de seus 900 mil exemplares, estima-se que 70% vivam em áreas de preservação.

images

Rinoceronte africano

Sob ameaça

O chifre na ponta do nariz dá o nome destes mamíferos, divididos em duas espécies, os brancos e os negros (ambos cinzas, no fim das contas). Restam apenas 5 mil exemplares negros. Mas há esperança: em 1895 havia menos de 100 rinocerontes brancos no mundo, número que, após extenso trabalho de preservação, já ultrapassa os 20 mil.

images

Leopardo

Eu acho que vi um gatinho

Se não possuem a 'nobreza' dos primos leões, o mesmo não pode ser dito do perigo que o leopardo oferece: inteligente e veloz, o bicho se adaptou a diversos habitats. Sua estrutura reduzida e cauda longa permitem subir em árvores carregando presas com até seis vezes o peso de seu corpo, uma forma de garantir um jantar livre de hienas e outros predadores.