Disney de outro mundo:

os parques de Orlando como você nunca viu

image

Pandora, o épico mundo de Avatar no Animal Kingdom, e mais um batalhão de novidades da Disney

 

Sivako! Na língua dos Na’vi, os nativos de Pandora, a expressão significa “encare a jornada”, um desejo para que você aproveite as experiências ao máximo. É o que os visitantes precisam para viajar à Lua do filme Avatar, e para conhecer outras novidades empolgantes dos parques da Disney como as atrações de Star Wars, para marejar os olhos dos mais fanáticos. Chegou a hora de encarar essa deliciosa e mágica jornada – pela primeira, ou pela milésima vez.

 

O Animal Kingdom que brilha no escuro

Quando o diretor James Cameron pousou no Animal Kingdom para a inauguração da área de Pandora, não podia acreditar que o lugar com que ele havia sonhado na adolescência e se tornaria o roteiro de seu filme, Avatar, era realidade. O resultado do vale de Mo’ara é impressionante. Das montanhas flutuantes de 1,5 tonelada, inspiradas no Parque de Zhangjiajie, na China, às plantas gigantes como a 'flaska', que cospe água e gases quando se toca nela, está tudo ali, nos mínimos detalhes, e brilhando no escuro. Foram cinco anos de planejamento e construção da primeira parte de um parque da Disney inteiramente dedicada a um filme (que, por sinal, não é da companhia).

 

images

Tanta perfeição explica a dica a seguir, que até parece loucura: pelo menos uma vez dispense o FastPass, o passe para as filas mais curtas, e percorra o caminho completo do simulador Avatar Flight of Passage, o mais concorrido. Ela adentra na selva com cachoeiras, cruza por obras de artesãos indonésios e segue pelos laboratórios da mineradora RDA com experimentos malucos e um Avatar submerso em um tubo de vidro – que se mexe!

 

Finalmente chega sua vez, e o explorador monta em uma espécie de jet ski para o voo fantástico nas costas de um 'banshee', o pássaro que, na história, precisa ser conquistado e estabelecer uma conexão para esse primeiro voo ritualístico. Você pode sentir a respiração dele nas pernas, e por quatro minutos se esquece de que está em um parque de diversão. Não podemos estragar as surpresas, mas o cheiro de terra e floresta úmida, o vento no rosto, a água espirrando e os efeitos especiais deixam todo mundo embasbacado (e loucos para recomeçar).

images

Bem na saída do brinquedo fica a Satu’li Canteen, restaurante que serve comidas saudáveis e diferentonas, parte da dieta local. Pode ser um peixe com quinoa e molho chimichurri, por exemplo. Mas o sucesso é a colorida sobremesa de mousse de mirtilo com maracujá. Para refrescar a tarde, prove uma raspadinha psicodélica do bar Pongu Pongu, com bolhas de sabor que estouram na boca. Ainda há outra atração, mais tranquila, contemplativa e mística. O Na´vi River Journey é um passeio de barco pela floresta brilhante, onde são vistos animais à espreita, as águas-vivas voadoras, e a xamã azul tocando em uma celebração sagrada em homenagem à natureza, como no filme.

 

Pandora à noite fica bastante escura, por um belo motivo. É iluminada por árvores, plantas surreais e o piso fluorescente, onde as pessoas se deitam para tirar fotos. A noite é uma novidade que modificou o Animal Kingdom, antes o parque mais diurno de Orlando. Agora, além de um giro noturno pelo Kilimanjaro Safari e do show curtinho de projeções Tree of Life Awakenings, na árvore símbolo do parque, ele tem seu próprio espetáculo de encerramento, o Rivers of Light. Uma cerimônia de luzes, projeções e jatos de água no lago central evoca os espíritos dos animais que, para várias culturas nativas, são as auroras boreais. Faz a gente pensar na beleza da natureza e da vida, e torna o Animal Kingdom um parque indispensável.

 

Que a força esteja com o Hollywood Studios

A marcha firme dos Stormtroopers, aqueles soldados em carapaças brancas dos filmes Star Wars, indica que a invasão do Hollywood Studios já aconteceu. A concretização dessa conquista de proporções intergaláticas só termina em 2019, com a abertura da área Star Wars: Galaxy’s Edge, de 56 mil m2, a maior expansão já feita na história de um parque Disney e totalmente dedicada à saga. Virá junto com um resort temático que promete deixar marmanjos vidrados. Enquanto isso, os fãs receberam recentemente alguns aperitivos. 

 

images

Além da marcha sob música ameaçadora, que acontece de hora em hora (e bota certo medo), já funciona o Star Wars Launch Bay. Lá estão maquetes de naves espaciais usadas nos filmes, uniformes e outros itens cenográficos tipo a moto voadora do Luke Skywalker; e uma loja especializada que vende livros, itens de colecionador e até vinhos da vinícola de George Lucas. Ah, e também há encontros com os personagens, como o peludo Chewbacca, brincalhão, que não nega um abraço fofo (quem não sonhava em abraçá-lo?!). 

 

Crianças de 8 a 12 anos se matriculam na Jedi Training Academy para aprender a manusear os sabres de luz – até que Darth Vader em pessoa aparece para tentar arrebanhá-los, e eles lutam contra ele. As noites agora terminam com um show visual da série, pensado para ser uma catarse dos aficionados, quase um culto. Uma projeção de estrelas e do logotipo vintage do Star Wars faz a abertura, seguido por cenas e músicas icônicas, efeitos de laser simulando batalhas no espaço, labaredas e todos os pôsteres dos filmes para arrebatar os corações.

 

Ocupação norueguesa no Epcot

images

A verdade é que quando a história de Frozen foi lançada, a própria Disney não imaginava o sucesso absoluto que seria. Teve de abrir às pressas um show em que o público canta as músicas do filme. A atração oficial foi construída mais rápido do que uma nevasca no pavilhão da Noruega do World Showcase, a parte do Epcot dedicada a 11 países do mundo. Se antes a França e a Itália viviam lotadas pelas comidas saborosas, agora só dá Noruega.

 

O Frozen Ever After é um passeio de barco em que aparecem os personagens queridos, como o boneco de neve Olaf e as irmãs Anna e Elsa, com uma tecnologia realista nas expressões do rosto. Claro que não falta “Let it Go” para o êxtase da criançada (e dos pais!).

 

Outra atração famosa do Epcot, o simulador de asa-delta Soarin’ teve o vídeo atualizado. O passeio passa por vários lugares do mundo como o Monte Everest e as Cataratas do Iguaçu em um filme de alta definição e um voo com algumas emoções.

 

Magic Kingdom mais mágico do que nunca

images

“O lugar mais feliz do mundo”, apelido do Magic Kingdom, encerra os dias com os famosos fogos de artifício que levam uma multidão às lágrimas. No maior investimento da história da Disney já feito em um show, o novo espetáculo Happily Ever After dura 18 minutos e mostra 25 filmes nas projeções no castelo da Cinderela. Não falta nenhum clássico, e inclui alguns recentes como a princesa Mérida, de Valente, e a havaiana Moana. Há momentos emocionantes, e os vilões que a gente ama odiar, como Úrsula e Scar. A qualidade de imagem é muito realista e o tempo é coordenado com os fogos e a música, com o poder de deixar os visitantes felizes para sempre.

 

LATAM tem voos diretos para Orlando a partir de: São Paulo, Lima e Rio de Janeiro.

 

Agradecimento: Walt Disney World Parks & Resorts.