images

5 visões para o futuro do aeroporto de Auckland

Sofía Merino L.

Alamy, Shutterstock

Nos próximos 30 anos, o Aeroporto de Auckland passará por várias reformas e uma completa modernização

 

Detalhes ecológicos

O fato de haver reduzido a emissão de carbono em 22,6% demonstra a consciência ambiental que rege o aeroporto. A estratégia contemplou a instalação de um eficiente sistema de iluminação e calefação, além de 40 mil novas árvores plantadas pelos funcionários do AKL para absorver mais partículas de CO2 e, dessa forma, regenerar o ar.

 

images

Arte a céu aberto

Percorra a esplanada vizinha ao aeroporto para desfrutar da paisagem e da arte neozelandesa em uma galeria ao ar livre. Onze esculturas de artistas nacionais estão distribuídas ao redor de uma lagoa; escaneie os códigos QR de cada uma para saber detalhes sobre a obra e seu autor.

 

Pausa de ouro

A rede australiana Jamaica Blue vende um delicioso e premiado café. Campeã na categoria “franquia grande” do prêmio Golden Bean (conhecido como o “Oscar do café”), também viu seu espresso ganhar o segundo lugar graças ao seu signature blend. Vale a pena prová-lo no seu espaço ao lado do terminal internacional.

 

images

Uma piloto histórica

O Terminal Internacional Jean Batten tem este nome em homenagem à primeira pessoa que voou sozinha da Inglaterra à Nova Zelândia, em 1936. O feito de Jean é lembrado com uma estátua na entrada do aeroporto e com a exposição de seu avião, Percival Gull, na área de desembarque do terminal.

 

Uma das novidades mais recentes é a extensão do Píer B, no terminal internacional. Tem 12.240 m2 e dobra o tamanho da estrutura original